Musicas

domingo, 2 de novembro de 2014

Sou eu...

Quero falar contigo, estás ai???
Respondes sempre a mesma coisa ao longo dos anos mas...sabes que não é, o que eu quero ouvir!!!
Eu não quero um sim diz, quero que me agarres na mão, e me digas que me amas, e depois eu digo.
Tantos anos e nem as tempestades que nos evolveram, te mostraram um pouco daquilo que eu sou.
Eu sou tu e tu devias de ser eu, já nem o meu choro rebenta essa carapaça que te envolve.
O que tenho de fazer, para te ter???
Dói viver contigo sem te ter, olha para mim, olha para os meus olhos vê o amor que existe dentro deles, vê como brilhas dentro deles.
Não quero que este brilho se apague, pois não sei se consigo viver para além dele.
Fala diz que me amas, como me dizias quando eu ainda era uma menina, uma menina cheia de sonhos, de vida!!!
Não te lembras de quando te ensinei a saltar à corda, eu sempre pensei que aquela corda, simbolizava aquilo que seria a nossa vida.
Aquele recanto no jardim junto ao riacho, onde te dei o melhor de mim, e tu me fizeste sentir mulher.
Não podemos deixar de viver enquanto estamos vivos, não podemos deixar morrer os sonhos de duas crianças.
Mas...as forças começam a falhar, quero a tua mão, dá-me a tua mão. Mostra que tens energia para lutar, ou que queres lutar.
Vamos fugir, vamos...olha como está a noite, as estrelas, a lua, este ar quente e abafado. Sente como treme o meu corpo, é teu, sou tua!!!
Não te consigo arrancar uma palavra???
Ainda me amas???
Esse sim...meu Deus!!!
Para que preciso eu de um sim arrancado a ferros, eu queria voar nos teus braços e ouvir, sim, sim, sim...
Porque insisto eu em viver um sonho, que é só meu???
Terei eu forças para partir sozinha???
Não vou ficar, não vou deixar que o brilho dos meus olhos se apague, não vou deixar de viver. Sou forte, sou uma fonte, com vontade de gerar vida!!!
Sou eu...

#ramgi